terça-feira, 1 de maio de 2012

O amor e o amor que emana de uma Iguana no 1º de maio


Foto com aparelho celular de uma Iguana - Gerivaldo Neiva

O amor e o amor que emana de uma Iguana no 1º de maio

Gerivaldo Neiva

Para Maria Fernanda Sampaio

Hoje pela manhã,
dia do trabalhador, não do trabalho,
logo ao nascer do sol,
(astro-rei e dono da vida neste minúsculo planeta que habitamos),
saí para caminhar, observar, contemplar, alimentar a alma e renovar o corpo.

Caminhando, enquanto pensava em um novo amor e nas lutas históricas da classe trabalhadora do mundo inteiro,
na praça aqui perto de casa,
encontrei Sua Excelência, uma Iguana.
Vivi, por instantes, a completude da vida:
Sol, manhã, caminhar, história, lutas, amor e um Iguana para representar a perfeição da vida em meio ao caos urbano.

(Eu fiquei feliz por encontrá-la, mas não
acredito que ela pense o mesmo sobre mim.
Afinal, posso até não querer matá-la,
mas faço parte da espécie que destrói o planeta,
nave-mãe de todas as espécies.
Faço parte da espécie mais ignorante que o universo já concebeu.
A espécie que desconhece sua origem,
que mata seu semelhante por prazer
e que destrói a própria casa
em busca do dinheiro e do lucro.)

Enquanto houver manhãs, no entanto, vou continuar caminhando em busca de Iguanas tomando banho de sol para aprender com sua sabedoria.
Não sou mais sozinho e nem serei jamais.
E, mais do que isso, visto que agora celebro a vida em companhia, vou continuar caminhando com as crianças, homens, mulheres e Iguanas em busca de um mundo melhor para todos nós, o mundo da Justiça e da igualdade.
Por fim, continuar caminhando em busca do meu amor e do amor como a espiritualidade laica capaz de unir, quem sabe um dia, todos os povos do mundo em uma grande caminhada ao nascer do sol de um novo tempo.


2 comentários:

Anônimo disse...

“Morre lentamente quem evita uma paixão, que prefere o preto sobre o branco e os pontos sobres os “is”, em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos”.

rosalia mello disse...

É sempre bom ver as coisas belas da vida, escondidas nos pequenos detalhes. Acordar o poeta que existe em nós, inspirados pela natureza que nos foi presenteadas por Deus.