sábado, 17 de abril de 2010

É chato chegar a um objetivo num instante



Metamorfose Ambulante
Raul Seixas

Prefiro ser
Essa metamorfose ambulante
Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante

Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo

Eu quero dizer
Agora, o oposto do que eu disse antes
Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante

Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo
Sobre o que é o amor
Sobre o que eu nem sei quem sou

Se hoje eu sou estrela
Amanhã já se apagou
Se hoje eu te odeio
Amanhã lhe tenho amor
Lhe tenho amor
Lhe tenho horror
Lhe faço amor
Eu sou um ator

É chato chegar
A um objetivo num instante
Eu quero viver
Nessa metamorfose ambulante

Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo

Sobre o que é o amor
Sobre o que eu nem sei quem sou
Se hoje eu sou estrela
Amanhã já se apagou
Se hoje eu te odeio
Amanhã lhe tenho amor

Lhe tenho amor
Lhe tenho horror
Lhe faço amor
Eu sou um ator

Eu vou lhe dizer
Aquilo tudo que eu lhe disse antes
Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante

Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo

3 comentários:

Gabriel (Thonga) disse...

este é o tipo de música que nunca deixará sua pertinencia cotidiana!
infelizmente há pessoas que, sem perceber, a tratam como uma opinião formada rs

"Eu não iria para a fogueira por uma opinião minha. Iria, sim, pelo direito de ter e de mudar de opinião quantas vezes eu quiser" (Nietzsche)

Nestor disse...

Sem nem mesmo chegar a um objetivo.

Biel, pense Também nas mudanças que não depende de nós, pense no gato de Schrödinger que entre duas possibilidades de mudanças involuntárias(morto ou vivo).Somente dependendo do comportamento de um Elemento radioativo. Coloque-se no lugar dele, mudar radicalmente e de forma involuntária, ou até em outra hipótese, apelando para a mecânica quântica, poderia em uma fração de tempo estar morto e vivo ao mesmo tempo (e isso sim! seria legal e filosófico(Schrödinger,que me perdoe!)).O poder de contemplar dois eventos de mudança. Apesar do exemplo teórico, Isso acontece com frequencia, frequência esta, que é o "x" da questão, pois é justamente quando o Elemento se comporta como onda é que o gato morre. (A Metadona que tomo para dor me causa este efeito.Kkkkkk)

Nestor disse...

Só para distrair (Só funciona com nerd), veja a descrição da Desciclopedia.
http://desciclo.pedia.ws/wiki/Gato_de_Schr%C3%B6dinger